Uma boa empresa começa por um excelente marketing digital

Quando pensamos em montar um novo negócio, temos que levar em conta primeiramente o que queremos com ele. Primeiro, temos que ter o capital inicial e uma verba para pequenos investimentos para garantirmos a continuidade do negócio na fase de maturação.

Não adianta imaginar que vai conseguir investir em construção civil, se você detesta matérias de construção, não tem afinidade com as etapas da construção, nem com a qualidade da matéria prima. Você precisa analisar suas aptidões e pensar num negócio que você tenha facilidade e segurança para iniciar e comandar.

Outro ponto fundamental é saber que terá que dedicar tempo para fazer o novo negócio progredir. Não existe uma fórmula mágica sobre como abrir um negócio lucrativo com pouco dinheiro. Para suprir essa demanda, é preciso compensar com muito foco, determinação e dedicação de tempo para fazer tudo dar certo. Você tem que estruturar e documentar cada detalhe da empresa. Conhecer seus pontos mais fortes e os pontos que ainda terá que fazer alguns investimentos para se tornar competitivo.

Uma dica é fazer cursos, tanto acerca de administração de empresas e gestão de pessoas, quanto específicos para o seu ramo de atuação. Muitas vezes, você consegue encontrar bons conteúdos gratuitamente na internet. Fique atento e procure com atenção.

Mas não esqueça, uma boa empresa precisa de marketing e o Marketing Digital é uma das formas mais baratas e eficazes de tornar a marca mais conhecida pelo público. Crie um bom plano de comunicação com base nas qualidades do seu negócio e avalie a possibilidade da criação de um blog e de uma página no facebook como um método do Marketing de Conteúdo. #VenturaComunicação&Marketing

Web tem sido reconhecida nos mais diferentes setores sociais, políticos e empresariais

A Internet é a mais eficiente mídia da atualidade. Ela pode não ser muito nova, mas ainda é a mais moderna maneira de fazer negócios. Divulgar um trabalho, comprar materiais e oferecer serviços pela web já é prática comum em diversos setores e as ferramentas online podem proporcionar condições especiais de competitividade para pequenas empresas, além de gerar oportunidades, atrair clientes e expor produtos. Exatamente por isto, é hora de pensar em investir e rapidamente em Marketing Digital.

Antes de falar em perfis, curtidas, seguidores e spam, é necessário que você entenda os benefícios de estar na rede mundial de computadores. De acordo com a jornalista Luciana Pombo, especialista em Marketing Digital, é importante que a pessoa entenda que as mídias serão o canal usado para posicionar seu nome ou negócio no mercado, se tornar conhecido. “O resultado, de uma forma simples, é tornar a empresa mais conhecida, melhorar o relacionamento com clientes atuais e aumentar as vendas. Se for político é se tornar conhecido e se mostrar agradável ao eleitor”, descreve Luciana Pombo.

Um dos serviços oferecidos pela rede é justamente o de suporte e gestão de marketing digital voltado especificamente aos seus clientes, de forma direcionada e personalizada – como faz a Ventura Comunicação & Marketing, instalada na Grande Curitiba. As plataformas são muitas e é preciso ter conhecimento para determinar quais são as mais adequadas à realidade do cliente e como elas podem ser usadas dentro do orçamento e disponibilidade de pessoas para manter site, blog ou redes sociais funcionando com conteúdo interessante e interação com clientes, revendas e interessados da área.

Algumas medidas simples precisam ser analisadas como criar um perfil para a empresa no Google+ e cadastrar a ferramenta Meu Local com informações de endereço, telefone, horário de funcionamento e fotos. Esses dados ajudam a empresa a aparecer bem colocada nas buscas do Google. Nas mídias sociais, o Facebook é a principal plataforma, pois permite interagir com clientes e seguidores, além de postar conteúdos variados de texto, imagens, vídeos e mais. O Instagram é outra mídia interessante, pois o acervo de fotos pode ser ótimo para quem quer conversar com o público de forma mais visual.  “Fazer marketing digital é bem mais barato do que marketing tradicional”, ponderou Luciana Pombo.

Marketing Digital é o melhor investimento atual

É essencial que na hora de você escolher como e quando investir seu dinheiro, você ter certeza do que é e o que este investimento implica. Hoje investir em outdoor, propagandas televisas ou de rádio perdeu o valor. O marketing de conteúdo tem cada vez mais entrado nas redes sociais e na cabeça do consumidor brasileiro – seja ele simplesmente um potencial cliente para sua empresa ou um potencial eleitor.

Mas afinal, o que é marketing de conteúdo? É fornecer informações relevantes, dicas, ferramentas e entretenimento para um possível futuro cliente. Ou seja, não é vender seu produto ou o serviço logo de cara, mas sim conquistar aos poucos um público que, quando precisar, provavelmente vai buscar você porque já te conhece e confia no que você fala. É criar credibilidade. Essa sempre foi a lógica do jornalismo – que deixou os meios impressos e invadiu as redes sociais.

E existe melhor lugar do que a internet para fornecer conteúdo? Por isso que esse marketing tem crescido muito no mundo digital. É possível publicar conteúdo relevante para seu público por meio de posts em blogs, vídeos em canais do YouTube, posts nas redes sociais, como Facebook, Google+ e Instagram, artigos no LinkedIn e muitos outros! O interessante é que, se o seu conteúdo é bom e chama a atenção de possíveis clientes, sua marca ganha credibilidade e autoridade e fica conhecida, sem a necessidade de investimentos em propagandas offline.

Entendeu a vantagem? É muito mais barato e atrativo, além de muito mais efetivo. Na verdade, um bom marketing de conteúdo faz com que as pessoas levem sua marca para o mundo não digital e falem de você para os amigos e a família. Hoje o boca a boca ocorre essencialmente nas redes sociais, inclusive nas redes de Whatsapp.

Ou seja, vale a pena investir em conteúdo nas redes sociais. E, para atrair as pessoas no mundo online, é preciso estar visível. Em outras palavras, isso quer dizer que, quando alguém buscar na internet seu conteúdo, produto ou serviço, essa pessoa precisa encontrar você. E, no universo das buscas online, quem manda é o Google. Invista no Google – é muito mais efetivo do que colocar propagandas em revistas e jornais.

Mas quer dizer que a publicidade e a propaganda acabaram? Não, claro que não. O marketing digital também é propaganda, mas um tipo de propaganda que não somente alcança mais pessoas, mas alcança as pessoas certas. Além disso, diferente do que acontece na maioria das campanhas de marketing pagas, as de marketing digital possibilitam mensurar de modo muito mais acertado os resultados alcançados. E você ainda direciona pelo sexo do público, idade e região em que mora. É fantástico, não é?

Por isso, na hora de investir em Marketing procure quem conhece redes sociais. Encontre a Ventura Comunicação & Marketing – atendemos todo o Brasil. É só entrar em contato e marcar sua hora. Temos planos especiais para todo tipo de cliente. O que você quer alcançar? Temos a ferramenta certa! #SejaUmVencedor #TenhaCredibilidade

Brasil: um País que deveria ter sido do futebol, mas que perdeu espaço para a Europa

Enquanto os dirigentes de futebol no Brasil vivem chorando miséria, os grandes times do Mundo vendem e fortalecem a marca. Não, essa não é uma afirmação de jornalista sem base de esporte. Ao contrário. Os dados que foram divulgados esta semana revelam que o valor dos patrocínios nas camisas deu um salto de 24% em apenas um ano nas seis principais ligas do Mundo: a Premier League, da Inglaterra; a Bundesliga, da Alemanha; a Primera División, da Espanha; a Ligue 1, da França; a Série A, da Itália; e a Eredivisie, dos Países Baixos.

Mas não apenas os times ganham com os patrocínios. Os patrocinadores também saem felizes da parceria. De acordo com pesquisa da Repucom sobre marketing esportivo, os patrocinadores pagaram E$ 687 milhões (US$ 778 milhões) em acordos de patrocínio para camisas nesta temporada. Na temporada passada foram investidos E$ 522 milhões. E a matemática é lógica: você só investe mais naquilo que te deu lucro!
Nos últimos 10 anos, a receita com camisas mais do que duplicou para as ligas. A Premier League inglesa lidera o grupo com E$ 213 milhões em patrocínios de camisa, 36% a mais do que no ano passado. A Espanha, que está em terceiro lugar, atrás da Alemanha, cresceu 30%.

E quais os times que mais conseguem patrocínios? A conta também é fácil. São aqueles que conseguem mais vitórias. Vou repetir: aqueles que conseguem mais vitórias. Estes são os times mais ricos do Mundo. Primeiro, os títulos, depois o patrimônio. Bem diferente dos times brasileiros que, ou não sabem administrar, ou tem planejamento equivocado no tocante ao Marketing – caso típico, por exemplo, do Clube Atlético Paranaense. O Furacão das Américas não tem conseguido vencer o Foz do Iguaçu, que jamais foi um rival em nível técnico…

Para comprovar o que estou dizendo, dos 20 times da Premier League inglesa, os cinco principais nas atuais classificações respondem por cerca de 60% da receita global com camisa. Os dez times do final da lista recebem apenas 16%. Se formos olhar para os patrocínios na Espanha, vamos ver que a lógica é ainda mais acentuada: dos 20 clubes da primeira divisão, os cinco primeiros da tabela atual respondem por 84% da receita com camisa.

Preciso provar ainda mais que as vitórias são proporcionais aos patrocínios adquiridos? É claro que a competência da equipe de vendas de um clube conta e conta muito. Mas muito mais do que competência, o que falta é visão estratégica e bem definida, feita por profissionais competentes! Aliás, competência também é marca de negócio.


* Luciana Pombo é jornalista, especializada em Marketing, atleticana e diretora executiva da Ventura Comunicação & Marketing. Texto originalmente publicado na Furacao.com: http://www.furacao.com/opiniao/fala.php?cod=28493&fb_comment_id=fbc_1111598182199227_1113020655390313_1113020655390313#f396d66558.